Câmara pede que novo termo de fomento com o Hospital Rogacionista Evangélico seja explanado aos vereadores antes da assinatura

Sessão Ordinária20.04.18

Esclarecimentos a respeito dos serviços prestados aos munícipes, na área da saúde pública.

Img 8015.jpg

A Câmara de Vereadores de Abelardo Luz, aprovou na sessão ordinária de segunda-feira (16), o requerimento Nº 27/2018, dos vereadores Carla Kleinebing (PSD), Germino Gotardo (PP), Queila Baretta (PP), Tiago Kosinski (PT) e Vilmar Baumgratz (PT). Através do qual eles requerem que seja enviado ofício ao prefeito municipal, para tratar do novo termo de fomento que deve ser assinado com o Hospital Rogacionista Evangélico.

 A solicitação pede para que a administração pública reúna os vereadores, antes que seja assinado o novo termo, a fim de explanar se as condições de atendimento atuais serão mantidas ou se haverá alterações nos serviços a serem prestados pelo Hospital.

- “Venham nos passar o que realmente vai mudar. De que forma vai acontecer. Para que a gente também consiga avaliar se mudará para melhor, né? Ou se permanece como está... Que não tem como permanecer, devido às reclamações...” Explicou Carla, durante a sessão.

Segundo o pedido, o que levou os parlamentares a elaborá-lo, são as constantes reclamações quanto ao atendimento prestado pelo hospital à população abelardense, e o fato de o prazo de vigência do atual termo se encerrar no final deste mês (abril de 2018). 

Aparelho de tomografia computadorizada

Dos mesmos vereadores, também, partiu o pedido de informação Nº 8/2018, que foi encaminhado ao prefeito municipal, Wilamir Cavassini, ao qual questionam a respeito do aparelho de tomografia computadorizada, parte do Termo de Cessão de Uso nº 091/2017, firmado entre o Estado de Santa Catarina através da Secretaria Estadual da Saúde e o Município de Abelardo Luz.

Os parlamentares querem saber onde está o referido aparelho, onde e quando será instalado e quando começará a ser utilizado para atender a população.

- “Eu fui secretária de saúde e eu sei a dificuldade que é conseguir uma tomografia para um paciente. Então, a gente espera que seja respondido, e que a gente possa esclarecer para a população... É um dinheiro muito alto investido. A gente fica muito feliz, muito feliz, que Abelardo Luz foi contemplado, mas nós queremos saber desse tomógrafo prestando serviço para a nossa população, para os nossos pacientes.” Declarou a vereadora Queila, uma das autoras da proposição.

Assessoria de Comunicação

Img 8049
Img 8052
Img 8040
Img 8083
Img 8068