Pronunciamento de Secretário de Agricultura causa descontentamento

Sessão Ordinária11.10.18

Em sua maioria, vereadores não ficaram satisfeitos com a explicação da escolha da área do Frigorífico para tratamento de esgoto

Img 3222

Com o intuito de encontrar uma alternativa para posterior utilização da área do Frigorífico de Peixes de Abelardo Luz, localizado na SC-155, a Mesa Diretora oficializou e os demais vereadores aprovaram o convite ao atual secretário de Agricultura, Selvino Pereira, para explicações em tribuna na última Sessão. Porém, o tema que já é discutido por alguns meses no Legislativo e também na comunidade Abelardense, não ficou a contento de alguns vereadores.

Isso porque Selvino Pereira trouxe informações jurídicas sobre o Frigorífico, diferente do tema proposto que é a liberação sanitária para que o Frigorífico que já gerou emprego no passado volte a funcionar. Os dados apresentados somam aproximadamente R$ 2,5 milhões entre dívidas e penhora.  

“Há gente interessada. Fizeram um levantamento de açudes no município. Mas quando chegou a hora de ver a matrícula do Frigorífico se encontra com penhores e com débitos.  E para ser utilizado precisa limpar isso além de arrumar as instalações. Então as empresas não tem interesse por essas dívidas”, informou o secretário.

O vereador licenciado ainda comentou o tratamento dos dejetos naquela estação. “Eu fiz uma avaliação da água, pra trazer como está saindo a água, que é satisfatório, é bom”.

O Presidente do Legislativo, Lucas Sernajoto, se manifestou sobre o pronunciamento do secretário em tribuna e rebateu as informações apresentadas.  

“Senhor fez uma explanação meio esquisita, no que concerne ao objetivo de sua convocação. Foi uma explanação jurídica, contábil, financeira de alguns problemas que existem. Também sou leigo, mas acredito que como o bem, o imóvel neste caso, nunca pertenceu a quem estava administrando e tinha um CNPJ diferente do CNPJ da prefeitura os bens não podem ser penhorados. Porque nunca pertenceu a quem tinha concessão de uso. Então a meu ver não tem muito nexo o que o senhor fala. Mas o objetivo é outro é saber sobre geração de renda e se o Frigorífico vai conseguir o Selo de Inspeção Federal, o SIF ”.

 O Vereador Vilmar Baumgratz comparou a solução encontrada por essa Administração com a gestão que trouxe a Aurora Alimentos para o município de Abelardo Luz.

“A AVEPAR passou por problemas financeiros parecidos com os do Frigorífico de Peixe. Faliu, ficou devendo para um monte de gente, pagou na justiça, mas mesmo assim o município fez um esforço grandioso e encontrou uma alternativa para virar o que virou a Aurora. E ao invés do governo buscar uma saída e pensar, é uma AVEPAR que vamos transformar em uma Aurora, não. Cometeu um dos erros mais grave que o senhor Cavassini podia cometer, transformou em um depósito de dejetos”.

A vereadora Isabel de Andrade também comentou as declarações do secretário. “Vocês na verdade, na minha opinião, contaminaram até de propósito, para magoar quem fez, acabar com os assentamentos, acabar com a administração anterior. Isso é um crime pra nossa natureza, podia dar emprego para o nosso povo desempregado”.

O vereador Fabrício Zorzi se posicionou e, assim como a vereadora Queila Barreta disse não ver planejamento para solucionar esse problema “A gente sabe que se procurar tem lugares mais retirados da cidade para fazer esse depósito. A gente anda pelo interior e vê muitos açudes parados. Devia ter um planejamento mostrando que a Administração tivesse vontade de reativar este Frigorífico. Porque da forma que foi feito não vejo essa vontade”.

A vereadora Carla Kleinebing, assim como Otilio da Câmara e Zeca Zanchet,  defendeu as informações trazidas pelo secretário. “ Eu aprendi que papel não fala. O pedido era pra que se trouxesse informações sobre o funcionamento do Frigorífico de peixe. E o Selvino trouxe informações do porquê não está funcionando”.